The Lenovo ThinkPad X1 Extreme has the best configuration options in its category

Altas

  • Excellent Perf/Weight ratio
  • Great peak performance
  • Lots of configuration and pricing options

Baixos

  • Thin chassis might limit cooling
  • Single SSD slot for some SKUs

Avaliação + Preço

  • Avaliação: 9/10
  • Preço: ~$2497

O Lenovo ThinkPad X1 Extreme gen4 representa o auge tecnológico da série ThinkPad X1. Como tal, ele tem as mais altas opções de configuração possíveis de qualquer X1 e mostra até onde a tecnologia de laptops da Lenovo pode chegar para esta geração.

Quando foi lançado, as especificações e opções de configuração nos pareceram ótimas. Agora, vamos mergulhar mais profundamente nos pontos fortes e possíveis concessões de trazer embarcado tanta potência em um chassi de 1,8 kg. Vamos dizer para quem, como e quando este laptop pode ser uma boa opção.

Destaques das especificações + opções de configuração

Nossa unidade de teste é um ThinkPad X1 Extreme Gen4 com uma CPU Core i7-11800H, 16GB de RAM, 512GB de SSD (componente KXG7AZNV512G da marca LA KIOXIA) e GPU NVIDIA RTX 3060. Conforme configurado, esta unidade está no espectro inferior de desempenho que o X1 Extreme Gen4 oferece, portanto, tenha isso em mente. A Lenovo tem diversas opções de configuração.

As opções de CPU vendidas no EUA incluem o Core i7-11800H (nosso), Core i7-11850H, e Core i9-11950H. A principal diferença entre eles são as freqüências máximas de 4,6, 4,8, e 5,0 GHz, respectivamente.

Os usuários podem solicitar ou instalar um máximo de 64GB de RAM (DDR4-3200) através de dois módulos SO-DIMM, tornando este laptop adequado para trabalhos com dados pesados. As seguintes opções para sistemas operacionais estão disponíveis: Win10, Win11, Linux (Ubuntu) ou nenhum sistema.

As opções de GPU discreta incluem as RTX 3050 Ti 4GB, RTX 3060 6GB (a do nosso modelo), RTX 3070 8GB e RTX 3080 16GB. Mais opções do que as oferecidas pelos principais concorrentes.

As opções de armazenamento de “até” 2TB são ligeiramente diferentes, dependendo das variantes do laptop: com a RTX 3050Ti ou inferior, as máquinas recebem dois slots M.2, enquanto RTX 3060 e acima recebem apenas um slot M.2.

Anúncio

Design industrial

O ThinkPad X1 Extreme gen4 utiliza um chassi ligeiramente modificado em comparação com o do ano passado. As evoluções mais notáveis são o novo display com aspecto 16:10 e a localização dos novos alto-falantes em ambos os lados do teclado.

A tampa da tela é feita de carbono, enquanto o restante do chassi é principalmente composto de alumínio. Tudo está coberto pela suave camada de tinta do ThinkPad que a Lenovo já usa há anos (com pequenos ajustes), portanto, se você já viu um ThinkPad recente antes, o tratamento usado na superfície é muito semelhante.

"O CORE I9-11950H+RTX 3080 THINKPAD X1 EXTREME NãO DEVE TER PROBLEMAS EM VENCER SEUS CONCORRENTES QUANDO SE TRATA DE RELAçãO DESEMPENHO/PESO".

Pesando 1,8 kg (ou 1,85 kg para o modelo com tela sensível ao toque), ele é um computador leve de 16 polegadas, no mesmo nível do novo Dell XPS 15, mas um pouco mais pesado que o MacBook Pro de 1,58 kg.

Dito isto, a variante Core i9-11950H com RTX 3080 do ThinkPad X1 Extreme não deve ter problemas para vencer seus concorrentes quando se trata da relação Desempenho/Peso. Por “quanto” ele ganha ainda vamos descobrir.

Teclado e trackpad

Na superfície, as entradas do ThinkPad X1 Extreme se parecem com seu teclado típico de ThinkPad e, em sua maioria, seguem o mesmo design. Entretanto, a profundidade de digitação das teclas parece um pouco mais rasa, e isso também é verdade para a profundidade de clique do trackpad.

Esta pequena mudança não me incomoda, mas aqueles que preferem o clássico teclado ThinkPad devido à profundidade maior na digitação podem acabar notando e terão que decidir por si mesmas. O mais provável é que você se acostume muito rapidamente e este é um dos preços a pagar por componentes internos tão poderosos em um chassi fino.

A retroiluminação do teclado tem os dois níveis de brilho padrão, mas deixa a desejar um pouco na intensidade.

O trackpad grande (de vidro) é liso e torna o uso de qualquer gesto muito confortável. Os botões físicos na esquerda/direita do trackpad tornam as operações de clique mais precisas e dissociadas de qualquer movimento do cursor do mouse.

Portas e conectividade

Este laptop tem todas as portas que normalmente precisamos, e não consigo imaginar a necessidade de usar um adaptador, exceto talvez para a conectividade Ethernet. Isso poderia ser uma notável vantagem sobre os concorrentes ultrafinos que embarcam apenas portas USB-C.

A presença de um leitor de cartões SD de tamanho completo é uma boa dica de que a Lenovo tinha em mente os criadores de conteúdo, e é uma ótima função porque este laptop vai atrair muitos deles por sua relação tamanho/peso/desempenho.

O WiFi-6E deixa este laptop preparado para o futuro das redes sem fio. O próximo trunfo seria obter a versão com conectividade 5G alimentada pelo modem X55 da Qualcomm embarcado também em celulares top de linha mais recentes. O 5G integrado é sempre muito melhor e mais conveniente do que criar um hotspot com seu telefone.

Finalmente, se você tiver vários displays 4K ou mesmo GPUs externas, a conexão Thunderbolt 4 é um grande bônus de se ter neste laptop.

Qualidade de som do ThinkPad X1 Extreme

Os dois alto-falantes frontais (2x 2-Watt) estão localizados em ambos os lados do teclado e são uma atualização significativa das gerações anteriores do X1 Extreme que tinham alto-falantes na parte inferior. Este é um dos mais otimizados posicionamentos para alto-falantes em um laptop.

"CLIENTES FICARãO SATISFEITOS COM O SISTEMA DE SOM MELHORADO DO X1 EXTREME".

Eles emitem um som de boa qualidade que é claro, sem distorção e poderoso o suficiente para o usuário desfrutar de um bom filme de ação em sua cama ou quarto de hotel. A barra de som da Lenovo nos notebooks da série YOGA é um pouco melhor, assim como a de laptops premium como o MacBook Pro 16, o novo Huawei MateBook 16 ou o Dell XPS 15 (4 alto-falantes).

Ainda assim, acredito que os clientes ficarão satisfeitos com o sistema de som melhorado do X1 Extreme.

Display

A Lenovo continua a lançar displays de proporção 16:10, e isso é ótimo do ponto de vista da produtividade, já que proporciona um pouco mais de espaço vertical para o conteúdo. Talvez um dia vejamos uma edição 3:2, como o X1 Titanium 2021.

O display de nossa unidade é WQXGA de 16 polegadas (2560×1600), um painel sem sensibilidade ao toque e com acabamento fosco. Uma tela fosca não é tão propensa ao brilho quanto uma tela brilhante, mas também é verdade que as cores não são tão “vívidas”, e as telas brilhantes podem parecer um pouco mais nítidas.

A qualidade da tela é alta, com excelente gama de cores (95% sRGB medidos) e boa precisão de cor também (Delta-E médio menor que 2,2). A qualidade da imagem torna este computador adequado para o uso profissional criativo.

Um brilho de 354 NITs torna o conteúdo exibido suficientemente visível sob o sol ou forte iluminação, mas na realidade, o pico de brilho está só um pouco acima da média. Felizmente, a Lenovo tem opções melhores, mais caras e com uma qualidade de imagem ainda melhor.

Se for muito exigente com cores, você mesmo deve calibrá-la usando um datacolor Spyderx, ou obter uma tela pré-calibrada, como a estação de trabalho Lenovo ThinkPad P15 Gen2.

Para jogos, tenha em mente que a taxa de atualização é de 60Hz. Para a maioria dos usuários, isso já é bom, e eu mesmo gosto de jogar com 60FPS constantes. Mas alguns jogadores são um pouco mais exigentes e talvez queiram uma tela que alcance 120Hz ou mais só porque este laptop pode rodar alguns jogos a uma velocidade muito alta.

A nova webcam de 1080p é visivelmente mais nítida do que as tradicionais câmeras de 720p. Dito isto, uma câmera de selfies de um celular de médio-custo ainda é melhor do que qualquer webcam de laptop que revisamos, incluindo este, mas é bom ver algum progresso neste componente, e eu encorajo as marcas a continuarem a investir nesse âmbito.

Desempenho do ThinkPad X1 Extreme

Do ponto de vista de desempenho, os números dos benchmarks mostram que o ThinkPad X1 Extreme é uma excelente máquina, com um desempenho de “Produtividade” geral significativamente maior do que o X1 Carbon mais recente.

Para tarefas criativas que demandam mais da CPU, nosso Core i7-11800H provou-se uma vantagem quando comparado aos laptops equipados com processadores Core i7-11375H, mesmo que eles possam ter um chip gráfico similar.

Normalmente não visível nos benchmarks, mas em alguns aplicativos, você pode obter um aumento no desempenho da memória se optar por uma unidade com dois módulos, pois aumenta a largura de banda de pico da RAM. Algumas configurações de RAM vêm com apenas um módulo.

Os computadores portáteis com GPUs RTX 3070 ou 3080 são ainda mais rápidos, como demonstrado pelo Acer Predator Triton 500 SE. Entretanto, é preciso levar em conta a capacidade de refrigeração de cada projeto. Estas duas GPUs geram muito calor, e não sei quão rápido o chassi X1 Extreme pode dissipá-lo, mesmo que a Lenovo esteja ventilando-o o máximo possível.

Além disso, olhando para o desempenho “por libras” mostra como este design X1 Extreme é ótimo para aqueles que se preocupam com o peso.

O ThinkPad X1 Extreme foi projetado para ser um computador para negócios ou uma estação de trabalho leve. É por isso que ele não apresenta um sistema de resfriamento (e chassi) semelhante a um laptop gamer. Os laptops para jogos são projetados para funcionarem quentes e barulhentos.

Em vez disso, o X1 Extreme é fino e visualmente amigável a um ambiente de negócios, e isso inclui o fato dele manter sempre um baixo ruído do ventilador (apenas ~51db no máximo, comparado a 60db ou mais para máquinas gamer).

A GPU RTX 3060 funcionou quente, quase atingindo 88-90 graus Celcius, e embora não tenha problemas para alguns minutos de benchmarks, não é o ideal para um desempenho a longo prazo, já que o calor se acumula e o desempenho cai (throttling) para evitar o superaquecimento. Note que não tivemos nenhum tipo de problema de estabilidade.

A Lenovo não permite que o usuário controle as ventoinhas via software, e ter algumas destas capacidades ajudaria os usuários a obter o máximo deste laptop. De forma alternativa, é possível controlar os ventiladores usando o tpfancontrol, mas eu adoraria ver uma solução nativa.

Se seu orçamento for apertado e você puder sobreviver com apenas 4GB de memória VRAM, a variante com RTX 3050 Ti pode ser uma boa escolha. Ela pode melhorar a relação preço/velocidade, maximizando as capacidades de dissipação térmica.

Em benchmarks, o desempenho gráfico “por Libras” do X1 Extreme com a RTX 3060 é muito comparável ao do Acer Triton Predator 300 SE. Para um laptop voltado a trabalho, é impressionante e uma melhoria notável em relação ao X1 Extreme Gen3, do ano passado.

O ThinkPad X1 Extreme Gen 4 oferece um desempenho de SSD no nível de estação de trabalho, com performance geral ligeiramente melhor do que a do ThinkPad P15 Gen2, mais pesado. As escritas não são tão rápidas quanto as do Predator Triton 500 SE porque a Acer usa uma configuração RAID0 no laptop, que o torna mais rápido do que todos sem esse tipo de recurso.

Como este laptop tem PCIe 4.0, você deve obter maior desempenho atualizando manualmente para os mais recentes SSDs PCIe 4.0 da Samsung ou de outras marcas, mas isto ainda precisa ser comprovado.

Vida útil de bateria do ThinkPad X1 Extreme

É impressionante a capacidade de bateria de 88Wh, dado o pequeno tamanho do chassi, e a duração de 6 horas e 48 minutos durante o teste contínuo de bateria para “Produtividade de Escritório” o alinha a laptops com a mesma proposta.

Se você quiser ter uma vida útil muito maior da bateria, você precisará escolher um computador com desempenho inferior. Será sua única opção. Se você quiser uma performance gráfica semelhante à de um notebook gamer, você também precisará de uma CPU e GPU de maior potência que consumirão mais energia o tempo todo. A nova arquitetura Alder Lake da Intel deve ajudar consideravelmente com a eficiência energética no futuro.

É por isso que o ThinkPad X1 Carbon 2021 tem uma duração de bateria muito mais longa, apesar de apresentar uma bateria muito menor.

É possível carregar o X1 Extreme usando as portas USB-C, mas você precisará de um carregador USB-C de alta potência. Não tenho certeza qual é o mínimo, mas tenho um carregador USB-C de 100W, e funcionou, enquanto um portátil de 65W de outro Lenovo não funcionou. Vou tentar descobrir qual é a potência mínima exata exigida, mas fique atento a isso até lá.

Dito isto, somente a fonte de alimentação original de 230W da Lenovo pode satisfazer as necessidades energéticas deste laptop para funcionar em velocidade máxima. Mas se você a perder, é bom ter uma opção alternativa de emergência (como pedir emprestado a um amigo).

Conclusão

O Lenovo ThinkPad X1 Extreme Gen4 (página oficial) é uma atualização formidável do modelo do ano passado. É um dos melhores e mais finos laptops para trabalho de 16 polegadas tanto por seu desempenho máximo quanto pelas características gerais. E tenha em mente que nós só testamos a versão mais lenta deste computador!

Com opções mais rápidas como as que embarcam as GPUs RTX 3070 e 3080, a performance gráfica tem mais potencial. Embora eu me pergunte como as limitações térmicas poderiam afetar sua performance de pico, eu sei que as velocidades máximas seriam significativamente mais altas.

"O LENOVO THINKPAD X1 EXTREME TEM AS MELHORES OPçõES DE CONFIGURAçãO EM SUA CATEGORIA".

Objetivamente falando, o Lenovo ThinkPad X1 Extreme tem as melhores opções de configuração em sua categoria, o que o torna muito difícil de ser batido em sua versão mais “extrema”: Core i9-11950H + RTX 3080.

Para cargas de trabalho curtas e pesadas que vão de 20 a 5 minutos ainda é um ganho de produtividade desejável e mensurável. Você terá que analisar o preço e descobrir se ele é adequado ou não para seu cenário de uso.

Em conclusão, como o ThinkPad X1 mais “extremo”, este laptop é um ótimo produto que pode lidar com qualquer aplicação comercial e será um ótimo companheiro também durante os momentos de diversão.

Arquivado em Computadores..